Brasil 🇧🇷 Saudade Infinita

Se você já teve a sorte de ouvir a bossa nova brasileira, provavelmente entende um pouco do que o Brasil é, mesmo que seja de modo geral. Parabéns, está no caminho certo, e se você ainda não viajou para o Brasil, implore para a pessoa mais próxima de você te dar uma boa bofetada até você comprar sua passagem de avião! Pode soar um pouco extremo, mas o que eu quero que você entenda é que eu nunca pensei em visitar o Brasil, foi o destino que me trouxe a este belo país e é agora parte de mim!img_1727Desde a infância sempre sonhei em viajar pelo mundo, a última vez que estive no México, percebi que desde que me lembro tenho sido obcecado com viagens, lia tudo sobre, na National Geographic sobre as grandes maravilhas do mundo, e ir ao redor do mundo em 80 dias. Eu sinto que o tempo todo eu tive aquela melancolia que só o verdadeiro viajante tem, sentindo saudade por aqueles lugares que você nunca viu. Para muitos, vai parecer estúpido, esse romantismo para descobrir, mas para mim é tudo!

img_1724-e1524545481638.jpgLembro-me de passar horas e horas pensando em como seria, cada lugar, estar lá, as pessoas, tudo. Eu cresci pensando que a França era a Meca, onde eu precisava ir, a França teria todas as respostas. Eu continuei meus estudos em gastronomia e comecei a estudar Inglês, mas a França continuava chamando por ser tão ligada à cultura gastronômica. Enquanto isso, minha amiga Marcela sonhava com algum dia conhecer o Brasil, tudo para ela era o Brasil e o Português! Eu não me importava, não tinha ideia do que me esperava.

94ecb118-13c4-4d43-8a26-cfbacc54ee73-5954-000003c7f5ec9c28_file

Uma tarde, quando não tivemos aulas, decidimos comer e que foi quando meu telefone começou a tocar. Atendi e tudo o que Marcela ouviu foi:

“Brasil? Claro que eu gostaria de ir!”

Eu desliguei a chamada e ela sabia que… a vida nunca foi justa com ela, e eu estava prestes a esfregar na cara dela que a vida foi incrível para mim.

Depois de um ano, no verão de 2013 estava vindo para São Paulo com metade das despesas pagas com uma bolsa de estudos. Marcela me levou muito cedo para o aeroporto e lembro-me que a sua expressão dizia tudo: estava muito feliz por mim, mas igualmente com o coração quebrado porque não poderia ser a pessoa a caminho de São Paulo.

Marcela nunca foi egoísta; antes de eu sair presenteou-me um pequeno caderno, que após 5 anos, vêm viajando comigo. Continha tudo o que eu precisava saber sobre São Paulo e o Rio de Janeiro, da política à fatos interessantes. Hoje o caderno contém autógrafos de pessoas famosas e contatos de amigos de vários países que me ofereceram sua casa quando eu decidir visitar!

9b5975fb-53e8-4e5b-bfc8-aaccf4724849-5954-000003c9dfb78d44_fileApós mais de 24 horas no ar, tráfego, carros, e ônibus, cheguei em São José dos Campos. Iria passar uma semana lá com uma família e foi uma experiência incrível. O importante da viagem é perceber que não importa o quanto nós pensamos que somos diferentes, no final do dia somos todos feitos pelas mesmas partículas, nossos corações batem ao mesmo ritmo, e estamos feito para acabar como poeira.

Aquele ano foi o meu último na universidade, foi a melhor oportunidade para explorar e perceber como os brasileiros comiam. No primeiro dia, tivemos muitas atividades antes de conhecer a família, que sem nos conhecer, decidiram abrir sua casa.

Ficamos muito nervosos porque não falávamos português. Quando encontramos a nossa família eu percebi que não importa a língua, nossas ações falam muito mais alto.

Fomos recebidos de braços abertos. Jantamos enquanto nos explicavam que Reynaldo, o pai da casa, trabalhava para uma empresa espanhola e, portanto, falava muito bem o espanhol, enquanto Lucas, seu filho, falava muito bem o inglês. E Ju, a mãe, não ficou para trás! Depois de comer e usar todos os recursos em três idiomas diferentes, começamos a nos entender e imediatamente formar uma amizade muito bonita.

O resto da semana consistiu em visitar lugares diferentes, comer coisas que eu nunca tinha experimentado, e também perceber que toda a vida tinha os ingredientes à mão, mas nunca tinha pensado em tais combinações. No dia anterior à saída de um ônibus para o Rio de Janeiro, nos levaram para o parque da cidade.

Fiquei maravilhado ao perceber que num canto pequeno do parque estava ensaiando a orquestra, tais momentos são os que eu valorizo. Os pontos turísticos de um país são surpreendentes, mas os pequenos detalhes e oportunidades, para ver a vida comum de outra pessoa, é o que fica marcado em sua pele.

img_1730.jpgimg_1731.jpg

No dia seguinte, chegou a hora de dizer adeus e foi incrível (e como foi difícil). Minha família estava no México, eu estava longe deles por quase quatro anos, e achei irreal ficar triste por deixar esta família que não sabia que existia na semana anterior, mas esse é o preço que se paga por viajar, porque você nunca estará completamente em casa porque parte de você permanecerá sempre em outro lugar; é a riqueza de saber, admirar, e amar pessoas em diferentes partes do mundo .

img_1728

Rio de Janeiro

O Rio foi a primeira cidade dessa magnitude que eu visitei. Lembro que depois de 6 horas no ônibus, eu comecei a ver casas uma acima da outra com grafites e varais uns em cima dos outros, pessoas vestidas casualmente e a vida parecia caótica.

Mesmo assim, acho que minha primeira reação não foi de susto ou de pensar que fiquei desapontado, ao contrário, pareceu incrível e muito emocionante para mim, a maioria das cidades que eu visitei tem muito pouca semelhança com a maioria das fotografias que normalmente se vê, ou o que os filmes reproduzem, a maior parte do tempo, está muito longe da realidade.

A menos que você seja um homem ou uma mulher de renascimento cultural e se dedique a descobrir o que é realmente cinema. Mas essa é outra questão, para discutir outro dia.

O Rio ainda é uma das minhas cidades favoritas, o metrô é bastante efetivo – não pergunte aos cariocas, talvez eles discordem – mas para mim é uma das cidades em que passar de um ponto a outro era muito fácil.

Naquela curta semana eu conheci uma outra família que era incrivelmente gentil de se hospedar, um professor de português na universidade do Rio aposentado e sua bondosa esposa, abrindo seu pequeno apartamento na Tijuca e acomodando cinco de nós.

Copacabana, Ipanema e Leblon são praias incríveis e as paisagens são majestosas, o teleférico na montanha chamado Pão de Açúcar tem vistas espetaculares que até hoje são minhas favoritas como esta foto tirada com o celular mais obsoleto que você pode imaginar, mas quem precisa de resolução quando você tem uma paisagem tão majestosa!

img_1351-1

Eu tive a oportunidade de visitar uma das 7 novas maravilhas do mundo à noite e foi espetacular. A cidade que estava coberta de luzes e rodeada quase completamente de água deixa você sem palavras, a magnitude e tamanho do Cristo Redentor é uma experiência que eu espero que algum dia você possa viver.

Mesmo assim, o importante para mim foi a cultura brasileira, a forma como eles vivem, as pequenas mesas do lado de fora dos bares onde você compra um litro de Bohemia e eles lhe dão pequenos copos para dividir, assim a cerveja não tem tempo para aquecer. Tome um suco ou café na estação central de metrô, com um pedaço de bolo ou uma coxinha recheada com frango, o churrasco ou a sobremesa de queijo e goiabada.

Depois daquela semana, soube que só conseguira conhecer a superfície dessa cidade, mas sabia com certeza que queria voltar, que a saudade seria interminável. Então, antes de embarcar no avião para Los Angeles e sem qualquer certeza de que eu teria a oportunidade de viajar para o exterior novamente, e ainda ter o luxo de voltar a uma cidade que eu já havia visitado; Eu disse a mim mesmo: tenho cinco anos para voltar ao Rio.

Com uma saudade infinita do Brasil.

Cristian Hernández Perez

img_1357

Agradecimentos especiais:

Marcela Diaz-Ordorica e Lucas Casemiro Brizon
img_1829

pela tradução para português!

One Comment Add yours

  1. T.Gacciona says:

    Brasil é lindo!

    Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s